História do Kart.

Artur Ingels era desde 1951 engenheiro e designer de carros de corrida na fábrica de Frank Kurtis em Glendale, Califórnia e construía Hot Hot Rods nos seus tempos livres.

Durante este período a fábrica com o nome de Kurtis Kraft construiu 700 (!!!) carros de corrida, 120 dos quais participantes nas 500 Milhas de Indianápolis, 5 dos quais foram vencedores! Lou Borelli era amigo e vizinho de Art Ingels desde criança e trabalhava como engenheiro responsável pela manutenção das estações de serviço da Standard Oil.

Em Agosto de 1956 Lou e Art começaram a construir um Hot Rod numa pequena garagem em Echo Park Road, e foi ai que juntaram todas as peças para construir o primeiro kart.

Art comprou um pequeno motor de 2 tempos fabricado pela West Bend que era usado em um cortador de grama da marca McCulloch. A estrutura do chassi foi construída com o mesmo tubo de aço que utilizava nos carros de corrida, e o seu desenho era simples; 2 tubos retos e paralelos com outros 2 tubos perpendiculares funcionando como eixos dianteiro e traseiro comum, volante e banco adaptados de um carro.

Voltar ao Topo

Estrutura do Kart.

O sistema de direção era simples e idêntico aos karts atuais e compreendia um tubo que funcionava como coluna com uma pequena "orelha" onde se fixavam 2 hastes que se ligavam às pequenas mangas de eixo.

Simples e funcional! Para Lou ficou a tarefa de "juntar" chassis e motor e criar um sistema de frenagem. Assim, fixou o motor West Bend 750 ao banco e ao tubo que funcionava como eixo traseiro ficando o tanque de gasolina montado por cima do motor e fixado ao topo do banco, funcionando por gravidade.

O motor gerava cerca de 2,5 HP, que era aplicado à roda esquerda através de um sistema de embreagem centrífuga, e uma corrente e coroa de bicicleta.

Só havia um pedal, o do acelerador, o freio era aplicado através de uma alavanca, que empurrava uma pastilha contra um pequeno disco soldado à roda traseira direita.

Em Setembro de 1956, o kart foi testado em Baxter Street, uma rua irregular de terra batida, que incluía uma reta de 90 mts seguida de uma subida muito íngreme, terminando em uma curva para a esquerda.

Foi aqui que o kart teve o seu primeiro problema. O motor não tinha força suficiente para empurrar os 102 Kg de Art até o final da subida, apesar de Lou, mais leve, o fazer sem dificuldade. Assim Lou fez a primeira “preparação” num kart, e após alguns dias de trabalho, o motor West Bend surgiu com um aumento de potência, capaz de fazer Art chegar ao topo da rua com facilidade.

Voltar ao Topo

Testes.

O parque de estacionamento do Rose Bowl em Pasadena, Califórnia, passou a ser a "pista" habitual de Art e muitas pessoas lhe perguntavam "Onde podemos comprar um?" ou "Quanto custa?".

Em Setembro, Art levou o kart até as boxes de uma corrida de sports cars em Pomona, Califórnia e Duffy Livingstone um Hot Roader, interessou-se e associou-se a Marvin Patchen para construir um novo kart e comercializa-lo, Duffy viu o kart como uma nova via para a competição de automóveis a um custo reduzido e fundou em 1957 a Go-kart Manufactoring Co. que vendia karts em kits.

Até aqui o veiculo não tinha nome, mas no verão de 1957 a revista "Rod and Custom Magazine" fez uma reportagem acerca das reuniões no Rose Bowl (nessa altura já eram cerca de 30 karts) e com a necessidade de um titulo resolveram chamar as pequenas máquinas de Go-Karts, o nome dado aos carrinhos de bebê desde o séc XVII.

O termo pegou e os “Go Karts” estavam em alta.

Voltar ao Topo

Algumas Fotos.

Voltar ao Topo

Caretta kart.

Art e Lou continuaram a trabalhar para Frank Kurtis e os seus carros continuavam com grande procura, mas em 1959 ele desenhou o Wildcat Kart fabricado pela Percival de Les Moines e um ano mais tarde desenhou o Kurtis Kart equipado com suspensão de barras de torção nas 4 rodas.

Os rivais começaram a construir karts para comercializar e Art e Lou decidiram fazer o mesmo e criaram o seu próprio modelo, o Caretta Kart, dando inicio à sua produção na mesma garagem em que tinha construído o primeiro modelo.

Este voltou à propriedade deles em 1966 após 10 anos de uso (!).

Art deu por ele na troca um Caretta novo e $200.

Nesse ano, Art vendeu a sua parte na sociedade a Lou, que por sua vez vendeu a empresa a um novo dono ficando Art e Lou apenas como empregados.

Os donos da revista inglesa Karting Magazine, Alan e Mark Burgess procuravam desde 1961 o primeiro kart para assegurar a sua preservação e após 6 meses de negociações com Art conseguiram adquiri-lo.

Voltar ao Topo

Go Kart Club of América.

Voltando a 1959; para que serviam Karts sem corridas e após algum tempo de reunião amigável no Rose Bowl com algumas gincanas também amigáveis, compreendeu-se que tinha de haver algum tipo de federação para criar regras para o design dos chassis, para organizar corridas, uma vez que todos os tipos de karts estavam sendo construídos com formas estranhas e de todos os materiais; uns com tubo para água; com 3 rodas; com rodas enormes ou muito pequenas; havia chassis com formato quadrado e outros muito longos e estreitos.

Cada fabricante tinha o desenho que achava ser o melhor, sem preocupações com a segurança.

Em Dezembro de 1959, foi organizado o primeiro clube de kart: o Go Kart Club of América, agora chamado International Kart Federation.

Foram designados standards para chassis e as classes separadas para haver um equilíbrio. As corridas organizadas e seguras tinham começado.

Dois anos depois havia mais de 100 fabricantes só nos EUA, com muitos outros na Austrália e Europa.

A partir de 1964, começaram as disputas de campeonatos mundiais.

Voltar ao Topo

O Descanso dos Criadores.

Em 16 Dezembro de 1981 Arthur Ingels, aos 63 anos, morre vitima de ataque cardíaco e em 21 de Novembro de 1991 é a vez de Lou Borelli, com 85 anos.

Eles foram os autores de uma grande contribuição ao automobilismo esportivo.

kart trouxe prazer, competição e lançou novas oportunidades comerciais para muitos em todo o mundo.

Fez surgir e criou grandes pilotos, e no fundo tudo se deveu ao brilhantismo e simplicidade de funcionamento do 1º kart.

Voltar ao Topo

Mais Fotos.

Voltar ao Topo

O Primeiro kart.

  • 1º Kart fabricado – Setembro 1956
  • Motor: 2 tempos West Bend 750 - Gasolina
  • Potência: 2,5 HP
  • Transmissão: Embreagem centrífuga, corrente e coroa de bicicleta
  • Chassis: Tubos em aço - 2 tubos paralelos com outros 2 perpendiculares funcionando como eixos dianteiro e traseiro
  • Volante e Banco: Adaptados de carro
  • Sistema de Direção: Tubo Coluna fixo a 2 hastes ligados às mangas de eixo por 2 “orelhas”
  • Freios: Sistema de alavanca e disco atuando em 1 roda traseira

Voltar ao Topo