Doria garante GP Brasil de F1 em 2020: ‘Contrato tem de ser cumprido’

  • João Doria é o atual governador de São Paulo

O governador contou que, quando foi prefeito da capital (de 2017 a 2018), examinou o texto do contrato e entende que não há risco de a prova não ser realizada em novembro, apesar da pandemia do novo coronavírus

O governador de São PauloJoão Doria (PSDB), afirmou nesta sexta-feira, 10, que o GP do Brasil de Fórmula 1 deste ano não corre o risco de ser cancelado. Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, ele afirmou que a prova no Autódromo de Interlagos está mantida para novembro, mesmo com os problemas enfrentados pela principal categoria do automobilismo em marcar as etapas por causa da preocupação com o novo coronavírus. “Para este ano está confirmada a Fórmula 1 (no Brasil) e o autódromo está preparado para receber a Fórmula 1, evidentemente dentro dos protocolos de saúde. Os organizadores sabem que, em qualquer parte do mundo, devem obedecer os protocolos de saúde da cidade”, afirmou o governador. Doria explicou que, por São Paulo ter um contrato para receber a prova até 2020, o cancelamento não é uma decisão tão simples.